Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Descobrir Leiria

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

Prove Leiria Doçaria 2019

O Mercado de Sant’Ana recebe, de 18 a 20 de Outubro, mais uma edição do Prove Leiria Doçaria, o evento mais doce do ano, em que as pastelarias de Leiria apresentam as suas especialidades, num programa que conta com a participação especial dos reconhecidos Chefs Cátia Goarmon, Nuno Bergonse, Marco Costa, Luís Gaspar e Filipa Gomes.

Brisas do Lis, barrigas de freira, capuchinhos, canudos de Leiria, fatias do Convento de Sant’Ana, arrepiados, trouxas d’ovos, noivas do Lis, pecados dos anjos, queijadas, doces, geleias, compotas e muitas outras iguarias de “deixar água na boca” vão fazer as honras desta edição do Prove Leiria Doçaria, uma verdadeira tentação para os apreciadores da doçaria tradicional.

Para aqueles que, além de comer, gostam de “meter a mão na massa” para confecionar os seus doces, recomendamos as sessões de “Creative Show Cooking” que vão decorrer durante o fim de semana.

A primeira Chef a mostrar os seus talentos será Cátia Goarmon (Tia Cátia do 24 Kitchen), na sexta-feira, dia 18 de Outubro, às 18h00, seguindo-se, no sábado, dia 19, às 11h00, o Chef Nuno Bergonse (MasterChef Portugal) e, às 15h30, o Chef Marco Costa. No domingo é a vez do Chef Luís Gaspar e da Chef Filipa Gomes (24 Kitchen) partilharem os seus talentos, às 11h00 e às 15h30, respetivamente.

A música não vai faltar neste “doce” evento, que ao longo dos três dias e a partir das 19h00, irá contar com Sunsets animados pelo DJ Carlos Matos.

Na sua quinta edição, o “Prove Leiria Doçaria” continua a ter como base a promoção de produtos da região de Leiria, com particular destaque para o segmento dos doces e similares.
A edição deste ano conta com a parceria de Brisas do Liz, Delta Cafés, Ponto Rebuçado, Aldeia dos sabores, Alexmel, Pastelarias Brisanorte, MAGLICE, pastelaria Pão Quente, Permarcati Creperie&Geladaria , Pires Pastelarias, Sar&Doce e Dolce Peccato. Na área Doces & Mel, participam no evento: Mar e Mares, Demaria, Doces da Go, Mel do Caçador e Mel das Encostas do Liz.

A entrada é livre. Esperamos por si no Mercado de Sant'Ana!

Fonte: Município de Leiria.

03  proveld cartaz a3 v3 1 675 2500

Boas Descobertas!!!

Estamos no Instagram @descobrir_leiria

Olá Descobridores,

Sabia que pode Descobrir Leiria, e não s

ó, no Instagram?

Pois é, convido-vos a seguir a página do "Descobrir Leiria", no Instagram, e fique a par de todas as novidades de, eventos, cultura, espectáculos e novos projectos que vão nascendo pela cidade de Leiria e não só.

Por isso, fico à espera de vos descobrir por lá.

Já sabe @descobrir_leiria

Insta.jpg

Boas Descobertas!!!

Brisa do Liz - Candidata às 7 Maravilhas Doces de Portugal

A Brisa do Liz, é candidata às 7 Maravilhas Doces de Portugal, e para que seja uma das 7 Maravilhas terá que ligar para o nº 760 107 009, e assim contribui com o seu voto, mas só tem até dia 7 de Setembro, na Gala final na RTP, pelas 21h.

Brisa.jpg

Um pouco da história da Brisa do Liz

São várias as histórias que se ouvem pela cidade de Leiria e que falam da origem das Brisas do Liz. 
Umas remetem-nos para as monjas do Convento de Santana, berço de deliciosas iguarias. Outras há que nos transportam para o seio de uma reconhecida família da cidade de Leiria, apoiando-se em relações de amizade e num percurso espácio-temporal, que nos faz marear o Atlântico, recuando até ao início do século XX.
Aprofundado o tema, chegamos a bom porto, mais concretamente a Angola, terra que viu nascer, não só uma forte amizade entre Maria do Céu Lopes e Georgina Santos, como a receita das tão afamadas Brisas do Liz, pelas talentosas mãos da D. Georgina. 
Se há uma base conventual nesta história, então essa base remonta à juventude da D. Georgina, que dizem ter estudado num convento e aí ter aprendido a receita que mais tarde levou consigo para Angola... Suspeitas e suposições à parte, a amizade cresceu e, com ela, fomentou-se a partilha da receita entre as mulheres das duas famílias. 

Mais tarde, nas primeiras décadas do século XX, de regresso a Portugal, mais concretamente a Leiria, a amizade converteu-se em sociedade, que deu origem ao carismático Café Colonial, ainda hoje recordado como um dos mais emblemáticos da cidade do Liz. 

Sabendo que guardavam consigo um segredo gastronómico valioso, as famílias decidiram iniciar o fabrico do doce, aprimorado durante anos, e apresentá-lo à cidade enquanto especialidade, chamando-lhe Beijinhos do Liz. Rapidamente este nome deu origem a trocadilhos malandros, por parte de clientes mais brincalhões, o que levou à sua alteração para o atual: Brisas do Liz. 

As Brisas do Liz ganharam tal fama, que não tardou para que outras pastelarias da cidade começassem a reproduzi-las, e as receitas multiplicaram-se, tendo como base as gemas, o açúcar e a amêndoa. 

Hoje, são vários os que confecionam Brisas do Liz, sempre com um toque especial que não desrespeita a receita original, receita essa que permanece bem guardada, com quem teve o privilégio de ganhar a confiança da D. Maria do Céu Lopes e Georgina Santos.

(A história das Brisas do Liz foi escrita com base em diversos testemunhos e no acervo documental da cidade de Leiria, de onde se destacam os seguintes nomes: Maria Gabriela Lopes Bernardo Paula, Mário Jorge Marques Sobreira, Orlando Cardoso, Prof. Luís Tomás, Paulo Moreiras, Afonso Zúquete, José Dias Coelho e Susana Arede.)

Fonte: www.brisasdoliz.pt

Boas Descobertas!!!

Programa Feira de São Bernardo - Alcobaça

20 de agosto | feriado municipal | terça-feira

11h00 – Missa em honra de São Bernardo, Mosteiro de Alcobaça

14h20 – Desfile das Associações do Concelho de Alcobaça, partida junto ao Mosteiro de Alcobaça

15h00 - Inauguração oficial da Feira de São Bernardo 2019

15h00 - 5ª prova da Taça de Portugal de Paraciclismo, ruas de Alcobaça

16h00 – Apresentação da Coleção Terra, projeto COZ ART, inserida na exposição “ARTES ao vivo”

16h15 – Fanfarra São Martinho do Porto - Palco 2

17h00 – Apresentação do livro “A Hermenêutica do Amor”, de Amílcar Coelho, anfiteatro do MercoAlcobaça

17h00 – XXVIII Edição Circuito de Ciclismo de S. Bernardo, ruas de Alcobaça

18h30 – Banda da Sociedade Filarmónica Maiorguense – Palco 2

20h30 – Orquestra Ligeira da Vestiaria - Palco 2   

22h00 – Concerto BÁRBARA BANDEIRA

-

21 agosto | quarta-feira

15h00 – Reabertura

19h30 – Orquestra Juvenil de Alpedriz - palco 2

20h30 – Orquestra da Cela - palco 2

22h00 – Concerto DAVID FONSECA

01h00 – Encerramento

-

22 agosto | quinta-feira

15h00 – Reabertura

20h30 – Grupo de Dança da Sociedade Filarmónica Maiorguense - palco 2

22h00 – Concerto CUCA ROSETA

01h00 – Encerramento

-

23 agosto | sexta-feira

15h00 – Reabertura

20h30 –  Orquestra Ligeira e Juvenil do Bárrio - palco 2

22h00 – Concerto PLASTIC PEOPLE

01h00 – Encerramento

 -

24 agosto | sábado

15h00 – Reabertura

18h30 – Grupo de Cavaquinhos “Os Farra” - palco 2

20h30 – Rancho Folclórico Rosas Casal Pinheiro e Fragosas - palco 2

22h00 – Concerto VALAS

01h00 – Encerramento

-

 25 agosto | domingo

15h00 – Reabertura

18h30 – Rancho Folclórico Papoilas do Campo da Cela Velha - palco 2

20h30 – Banda da Sociedade Filarmónica Turquelense - palco 2

22h00 – Concerto AUREA

01h00 – Encerramento

Boas Descobertas!!!

Programa - Leiria Medieval 2019

Quinta-Feira, 18 de Julho:

20h00 | Abertura do Mercado Medieval
Thorsten, o Bobo da Corte, abre até portas que não existem
Praça de São Martinho
21h00 | Espada Lusitana: Demonstração D’Armas
Terreiro Real
22h00 | Chegada d’el Rei D. João I
“Uma vila que se vai renovando: Um Alcaide que sai, um Alcaide que entra”
Cortejo no caminho para o Terreiro Real
22h30 | Folguedos
Terreiro Real
23h00 | Recolhimento

Sexta-Feira, 19 de Julho:

20h00 | Abertura do Mercado Medieval
Teatro em Caixa
Praça de São Martinho
21h00 | Oficina de escrita medieval
Moinho do Papel
21h30 | CaosArte: Concerto de música de outros tempos
Moinho do Papel
22h30 | A Corte desce ao Terreiro
Cortejo no caminho para o Terreiro Real
Queixas e pedidos dos Leirienses a el Rei
Terreiro Real
23h30 | Folguedos
Terreiro Real
02h00 | Recolhimento

Sábado, 20 de Julho:

13h00 | Abertura do Mercado Medieval
Teatro em Caixa
Praça de São Martinho
14h00 | Teatro em Caixa
Praça de São Martinho
15h30 | Oficina de escrita medieval
Moinho do Papel
16h00 | CaosArte: Concerto de música de outros tempos
Moinho do Papel
17h00 | ArtFalco: Oficina de falcoaria
Terreiro Real
17h15 | LaKadarma: Espicha Asturiana – o povo em festa
Canavial
17h30 | Oficina de escrita medieval
Moinho do Papel
18h00 | CaosArte: Concerto de música de outros tempos
Moinho do Papel
18h30 | Danças e folguedos pelos Meninos e Meninas do Monte
Terreiro Real
19h00 | Marimbondo
Canavial
19h30 | Lôa Trovadoresca: Concerto
Canavial
20h00 | Exercícios de Destreza Física
Terreiro Real
21h30 | Capela Gregoriana Psalterium: Concerto de Canto Gregoriano
Centro de Diálogo Intercultural de Leiria – Igreja da Misericórdia
22h30 | Cortejo Real
“Um moinho novo, uma vila nova: Sentenças d’el Rei sobre queixas e pedidos”
Terreiro Real
23h30 | Folguedos
Terreiro Real
02h00 | Recolhimento

Domingo, 21 de Julho:

13h00 | Abertura do Mercado Medieval
15h30 | Oficina de escrita medieval
Moinho do Papel
16h00 | CaosArte: Concerto de música de outros tempos
Moinho do Papel
17h00 | Espada Lusitana: Demonstração D’Armas
Terreiro Real
17h30 | ArtFalco: Voo de aves
Terreiro Real
18h30 | Encerrado para Obras: Música
Canavial
19h00 | Exercícios de Destreza Física
Terreiro Real
19h30 | 
Danças Romani
Canavial
21h30 | Thornsten, o Bobo da Corte: um espetáculo!
Terreiro Real
22h00 | Partida da Corte Real
22h30 | Folguedos
Terreiro Real
23h00 | Recolhimento

Mapa:

Visite Leiria -

Fonte: Visite Leiria

Boas Descobertas!!!

Leiria Medieval 2019

A cidade de Leiria está a preparar-se para mais uma grande viagem à Idade Média, este ano revisitamos 1411 e “As memórias do Moinho do Papel” e damos vida ao que seria o burgo naqueles tempos com um batalhão de 800 figurantes, que encarnam personagens como mercadores, nobres, plebeus, mercadores, artesãos, místicos e artífices.

Como já é tradição, os grandes senhores da corte estarão presentes, com destaque para sua majestade D. João I, que concedeu, em 1411, por carta de privilégio real a Gonçalo Lourenço de Gomide, seu Escrivão da Puridade, a autorização para a construção de um engenho nas margens do Lis destinado ao fabrico de papel.

Nesta grande recriação histórica, que decorre de 18 a 21 de julho, com entrada livre, vamos oferecer cerca de 50 horas de animação deambulante, numa programação em que se destaca, como não poderia deixar de ser, uma oficina de escrita medieval e os concertos no Moinho do Papel e na Igreja da Misericórdia.

À semelhança do que aconteceu no ano passado, a festa desce à cidade, ocupando o coração do burgo, onde tudo se apronta para quatro dias de grande animação, em que nada faltará: desde os tão procurados espaços de gastronomia, roupa, pedras preciosas, pulseiras, sabonetes, espadas, escudos, brinquedos, ao artesanato e artes tradicionais.

Os ecos da grandiosidade da festa já ultrapassam fronteiras e este ano contamos com a participação do grupo espanhol – Lakadarma, a que se juntam dezenas de atrativos nacionais, nomeadamente Fazenda dos Animais, Grupo de Teatro O Gato - Palavras de Sobra - Associação de Artes | Grupo de Teatro Sport Império Marinhense | Grupo de Teatro Sport Operário Marinhense, Letras e Línguas, Filipe Eusébio, Grupo de Teatro Alguidar, O Nariz - Teatro de Grupo, TAP - Teatro Amador de Pombal, TASE - Teatro de Animação de Santa Eufémia, Te-Ato - Grupo de Teatro de Leiria, Teatro Apollo - Centro Cultural e Recreativo de Peras Ruivas, Tokajogar, Associação Cultural Marimbondo, CaosArte, Encerrado para Obras, Tentart, Thorsten Gruetjen, Lega Senso, Kinessis, Hikarium, Agape, EmCadeamentos, Cota de Malha Leiria, Bosque Atlântico, Espada Lusitana, Vícios do Campo, Associação Tocándar, Gaiteiro Johnny, Lérias - Associalção Cultural - Lôa Trovadoresca, Gambuzinos, Capela Gregoriana Psalterium, Terras de Atomun, ArtFalco, Alliusvetus, Danças de Segunda, Alcançar Memórias, Teatro em Caixa, Manipulartes, Escola de Ginástica de Formação Acrobática, Ginásio Clube Acrotumb Leiria, e Centro Escolar de Monte Redondo.

A preparação da edição deste ano envolve cerca de 2000 pessoas, numa azáfama que já se torna visível no centro da cidade, onde surgem os primeiros sinais de preparação da festa.

Horários
Quinta-feira, 19 de julho, 20h00 - 24h00
Sexta-feira, 20 de julho, 20h00 -02h00
Sábado, 21 de julho - 13h00 - 02h00
Domingo, 22 de julho - 13h00 - 23h00

Enquadramento histórico

Em 1411, D. João I concede por carta de privilégio real a Gonçalo Lourenço de Gomide, seu Escrivão da Puridade, a autorização para a construção de um engenho nas margens do Lis destinado ao fabrico de papel (1).
É certo que este engenho foi, se não o primeiro, um dos primeiros a ser construído em Portugal. A sua história está inevitavelmente ligada à chegada da tipografia a Leiria, em 1492, pela mão da família do judeu Samuel de Ortas e esta à impressão, “sob um céu de Peixes”, do importantíssimo Almanach Perpetuum, do matemático e astrónomo Abraão Zacuto, em 1496 (2).
Mas, em 1411, ainda estamos longe da invenção dos tipos móveis e da tipografia como a reconhecemos hoje. O papel porém tinha já assumido em parte a sua função como substituto do pergaminho no registo e notas das paróquias e oficinas conventuais e na máquina do Estado (3) e é portanto um negócio cheio de futuro e em franca aceleração aquele que se começa a instalar junto da Ponte dos Caniços.
Se o que foi dito se sabe de fonte relativamente segura, tudo o resto que falta dizer entra noutro domínio.
Leiria cresce. As grandes obras de empreitada real, do Paço Novo, do Convento de São Francisco e, sempre, do Mosteiro da Batalha, revitalizavam a Vila e o seu termo.
A comunidade judaica alarga-se e firma-se no tecido da vila com novas entradas vindas de outras paragens em busca de maiores oportunidades e uma vida mais confortável. A judiaria leiriense é agora uma das mais significativas do país.
Da mouraria pouco se sabe mas sabe-se o suficiente para adivinhar uma comunidade sólida abrigada onde hoje é Santo Estevão, ocupada com os seus mesteres tão rudes quanto fundamentais à vida quotidiana, as seus olarias, teares e tinturarias ou as oficinas de tratamento de peles.
A comunidade cristã altera-se também sobre os novos impulsos do comércio e as novas oportunidades que lhe são oferecidas aqui. Vêm gente com mais poder e mais dinheiro procurar lugar, ainda que muito ocasional, junto ao Rei entre as muralhas do Castelo. Vêm gente que trabalha na Batalha, oficinas especializadas de pintura, provavelmente de escultura, vidraria e outras artes nobres, viver em Leiria. E com eles trazem outras formas de ver e novas atitudes.
A renovação do velho e decrépito espólio industrial das margens do Lis é parte deste processo (4). E o moinho de papel o seu símbolo. Luís Mourão

Cabecalho 1 675 2500

Fonte: Município de Leiria

Boas Descobertas!!!

Russell Watson - O Tenor do Povo, ao vivo na Batalha

RUSSEL WATSON : 21 DE JUNHO // 21H30
ZONA FRONTAL DO MOSTEIRO DA BATALHA
ENTRADA LIVRE

Russell Watson, também conhecido como o 'tenor do povo', actua no próximo dia 21 de Junho, às 21h30, na zona frontal do Mosteiro da Batalha, num espectáculo único, com entrada gratuita.
O músico inglês será acompanhado por cerca de 40 músicos da Orquestra Opera no Património.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Fonte: Município da Batalha

Boas Descobertas!!!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D