Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Descobrir Leiria

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

Rota d'O Crime Padre Amaro está de regresso

A Rota d’O Crime do Padre Amaro regressa a Leiria no próximo sábado, dia 11 de junho, às 10:30, com a participação de Dulcelina Santos, estudiosa desta obra de Eça de Queirós.

Nesta iniciativa, integrada na programação cultural da Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, os participantes são convidados a percorrer algumas ruas da Leiria dos finais do século XIX, onde se desenrolou a história do amor proibido entre Amaro e Amélia, trama do romance “O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queiroz.

Com ponto de partida na Praça Rodrigues Lobo, a visita guiada tem a duração mínima de uma hora e inclui leitura de passagens do livro e a contextualização histórica dos locais referidos na obra.

Para esta edição, foi convidada pelo Município de Leiria Dulcelina Santos, professora do ensino secundário e estudiosa desta obra de Eça de Queirós, tendo publicado artigos na imprensa local, assim como proferido palestras e ações de formação sobre a temática Leiria, Eça de Queirós e “O Crime do Padre Amaro”.

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas - Estudos Portugueses e Franceses, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Dulcelina Santos possui um Mestrado em Linguística Geral, pela mesma Universidade.

Para além da sua experiência profissional como docente de Português e Francês, no Ensino Secundário e no Curso de Especialização Tecnológica, no ISLA, Dulcelina Santos tem realizado em escolas e outras instituições acções de formação sobre a temática Leiria, Eça de Queirós e “O Crime do Padre Amaro”.

Dulcelina Santos é autora de vários textos, nomeadamente “Prestígio Linguístico e Ensino da Língua Materna” (2002), “Leiria n’O Crime do Padre Amaro – Do Espaço Romanesco ao Espaço Real”, in Jornal de Leiria, Suplemento Queirosiano (2000), “A criatividade lexical em Varanda de Frangipani, de Mia Couto” (F.L.U.C., 1997), para além de várias participações esporádicas com artigos de opinião e outros textos da sua autoria, em diversos jornais e revistas.

Para mais informações sobre a rota contacte a Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira | tel. 244 839 666 | biblioteca.municipal@cm-leiria.pt

Rota padre amaro 1 675 2500

 

Fonte: Município de Leiria

Boas Descobertas!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D