Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Descobrir Leiria

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

Museu de Leiria venceu "Prémio de Melhor Trabalho sobre Museografia"

A Câmara de Leiria anunciou em comunicado que o Museu de Leiria recebeu esta sexta-feira o prémio de Melhor Trabalho sobre Museografia.

A cerimónia de atribuição dos Prémios Nacionais de Museologia 2016, organizados pela  Associação Portuguesa de Museologia (APOM), aconteceu no Museu do Dinheiro, em Lisboa. 

Além desta distinção, o espaço obteve ainda uma menção honrosa no prémio de  Melhor Museu, tendo recebido grandes elogios na cerimónia. 

Segundo o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, este prémio  constitui “um orgulho enorme e grande estímulo para Leiria”. 

Refira-se que os galardões são atribuídos pela APOM, fundada em 1965, para incentivar o  espírito de preservação e divulgação do património dos museus.  I

Inaugurado a 15 de Novembro de 2015, o Museu de Leiria, que já recebeu mais de 10 mil  visitantes, propõe uma viagem à memória de um território e seus habitantes, através da  exposição de uma vasta e diversificada colecção que tem vindo a ser recolhida desde há uma  mais de uma centena de anos e onde se pode encontrar o acervo do antigo Museu Regional  de Obras de Arte, Arqueologia e Numismática de Leiria, criado a 17 de Novembro de 1917,  mas também as coleções artísticas municipais e a reserva arqueológica.

O Museu de Leiria  oferece ainda várias exposições temporárias, que ocupam diversas áreas do edifício histórico  que faz também ele parte da história de Leiria. 

Exposições patentes  Exposição de longa duração: Identidade e Território (permite ao visitante uma leitura geral  da história do território e da evolução da ocupação humana, através da exposição de objectos  paleontológicos e arqueológicos de vários sítios, esculturas de épocas distintas, pintura e  arte sacra de época moderna, artes decorativas, pintura de época contemporânea e  elementos gráficos que evocam alguns artistas contemporâneos, tais como Alex Gaspar e Sérgio  Luís e seu irmão Guy Fernandes.

Culmina com um filme em que se pensa o museu e se tece  uma teia com o território de Leiria. 

- Exposição temporária: Castelo de Leiria: construções de um lugar (patente até 31 de  Dezembro de 2016, é constituída por achados arqueológicos resultantes dos trabalhos de  arqueologia realizados no morro do Castelo de Leiria, e que permitem estudar e explicar a  evolução daquele espaço e a ocupação humana ali existente ao longo dos tempos). 

- Exposição temporária: 4 Estações em Santo Agostinho - Estação 1 - Pedro Brito (até 15 de  Julho de 2016, esta exposição é composta por um conjunto de desenhos resultantes da  residência artística do aluno da ESAD.CR - Pedro Brito) 

- Exposição temporária: Animais Nossos Amigos - Dos versos de Afonso Lopes Vieira aos  animais de Pedro Anjos Teixeira (até 2 de Outubro de 2016, esta exposição permite ao  visitante fazer uma leitura cruzada entre a obra literária de Afonso Lopes Vieira;

- Animais  Nossos Amigos; e as esculturas de animais, da autoria de Pedro Anjos Teixeira, que  constituíram a colecção desenhada para o Jardim Afonso Lopes Vieira.

Fonte: Jornal de Leiria

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D