Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Descobrir Leiria

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

"Quando não se tem aquilo que se gosta, é necessário gostar-se daquilo que se tem" Eça de Queiroz

Diana Martinez & The Crib, na Marinha Grande

A cantora Diana Martinez, irá estar na Casa da Cultura Teatro Stephens, na Marinha Grande dia 17 de Junho, pelas 21h30, para um grande concerto. O preço do bilhetes têm uma valor de 8€.

Reservas: teatro.stephens@cm-mgrande.pt ou telefone 244573377.
Bilheteira: Teatro Stephens, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, nos dias de espetáculos das 20h00 às 22h00.

Diana martinez 1 728 2500

Fonte: Município da Marinha Grande

 

Boas Descobertas!!!

FIABA, na Batalha

A XXVI edição da FIABA – Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha, realiza-se de 02 a 05 de junho, no Largo Cónego Simões Inácio, na Batalha. 
Marcam presença no evento mais de 60 artesãos de todo o país, que trabalharão ao vivo e demonstrarão artes e ofícios tradicionais como a trapologia, a filigrana, o trabalho com tear e couro e a produção de brinquedos artesanais.
A oferta da gastronomia recai sobre 16 associações concelhias que assegurarão as refeições e os petiscos deliciosos aos visitantes do certame, com destaque para os pratos típicos da região da estremadura.
A FIABA congregará ainda, no espaço “Mostra do Mundo Rural” os principais produtores concelhios de mel, azeite, vinhos e doçaria, divulgando o que melhor se produz no Concelho da Batalha.
Destaque ainda para a componente da animação do evento, com diversos motivos de interesse, destacando-se a participação de agrupamentos como a Banda Kroll, Apartirtudo, Banda Cyklone, Tocándar e, a encerrar o evento, os Minhotos Marotos.
Para os miúdos e graúdos voltam a instalar-se no antigo campo de futebol diversos equipamentos de diversões, com diversos carrosséis e carros de choque.
Para Paulo Batista Santos, Presidente da Câmara Municipal da Batalha, “a XXVI FIABA reveste-se de grande importância para a promoção da Batalha e da sua dinâmica associativa, num evento  que projeta o Concelho, as suas gentes e os produtos locais”.
Refere ainda o Autarca que o evento “está perfeitamente consolidado na região, atendendo à qualidade do artesanato e da gastronomia, das proposta de animação que compõem o cartaz e do próprio recinto que acolhe a FIABA”.
Registe-se que a inauguração da XXVI FIABA decorrerá no dia 2 de junho, quinta-feira, às 18h30, numa cerimónia que contemplará a outorga dos Protocolos de Apoio ao Associativismo.
Sem título.jpg
Fonte: Município da Batalha
 
Boas Descobertas!!!

Festival A Porta

O Festival A Porta acontece, em Leiria, de 1 a 5 de Junho, e junta 14 oficinas para crianças a 18 bandas, propõe encher 1100 metros quadrados de paredes com obras de mais de 30 artistas plásticos, organiza uma Feira Bandida e jantares temáticos, entre muitas outras actividades, no centro histórico de Leiria.

Conhece o senhor Pereira, a dona Felismina, o senhor António da oficina, o senhor Ferreira, o Fernando, das Motas& Trino, a dona Preciosa, a Paula e a Olívia? Não?

Nós apresentamos os visados: são alguns dos nomes dos resistentes que, teimosamente, se mantêm de portas abertas ou a habitar na rua direita (rua Barão de Viamonte) e centro histórico de Leiria.

De certo modo, foram eles o motivo de inspiração, para a realização do Festival A Porta, organizado pelo colectivo Meia-Dúzia e Meia de Gatos Pingados, que, entre 1 e 5 de Junho, junta 14 oficinas para crianças a 18 bandas, propõe encher 1100 metros quadrados das paredes da “casa plástica”, com obras de vídeo, performance, ilustração, pintura, mural entre outros, de mais de 30 artistas plásticos, organiza uma Feira Bandidae jantares temáticos, entre muitas outras actividades.

Este evento tem como objectivos fomentar a união entre quem vive no centro histórico de Leiria e ainda levar nova vida para as zonas que foram já o coração da cidade, contrariando o que aconteceu noutros centros urbanos que perderam população, comércio, serviços e importância e até o espírito de comunidade.

Quanto ao senhor Pereira, à dona Felismina, ao senhor António e aos restantes habitantes vai poder conhecê-los quando A Porta abrir… portas. A ideia original para a criação de uma festival multidisciplinar foi do artista Gui Garrido há cerca de dois anos, quando voltou à cidade onde nasceu e cresceu, e viu o estado de degradação do centro histórico.

Uma Praça Rodrigues Lobo que, todos os vida respira, buliciosa de vida, e contrasta com as ruas laterais atulhadas de casas, vazias de gente, de conversas e de comércio. Os serviços foram retirados, as lojas mais importantes fecharam portas e as fachadas degradaramse, mostrando feias rugas e cobrindo-se de pó.

Era preciso fazer alguma coisa que servisse de faísca para atear um fogo que aquecesse aqueles lares abandonados e edifício de janelas cegas e paredes desdentadas de portas. E foi uma Porta a ideia que se formou na cabeça de Gui.

Falou com várias pessoas, juntou um grupo de voluntários e, juntos, chamaram a si a missão de encher de vida a rua que já foi a mais importante da cidade e fazê-la readquirir, nem que fosse por algumas horas apenas, a sua antiga glória. Em Junho, acontece a segunda Porta.

Festival multidisciplinar
O festival começa na quarta-feira, dia 1, com jantares temáticos para desconhecidos, em casa de desconhecidos e concertos privados a encerrar a noite, terminando no domingo, com um mega-piquenique, com direito a assadores para as famílias, yoga, um bicipaper, canoagem nas margens do parque do avião (Parque tenente-coronel Jaime Filipe da Fonseca), e até um pequeno circo da Companhia Bipolar, entre muitas outras actividades, pensadas para promover o usufruto de um dos poucos parques de Leiria na companhia da família.

Aliás, pegar no telefone ou ir à página de Facebook do festival e marcar um jantar uzbequistanês, italiano, brasileiro ou bielorrusso, na casa de um estranho, abrindo uma "porta" para outras culturas, é um dos aspectos mais inusitados dos primeiros dias do festival.

Numa linha que parte da rua direita, passa pela Praça Rodrigues Lobo e Jardim Luís de Camões e termina no parque do avião, A Porta oferece um grande conjunto de ofertas multidisciplinares. Por exemplo, haverá, alunos chineses do curso de Chinês-Português do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), a ensinar a usar pauzinhos para comer, a animar uma cerimónia do chá, a demonstrar tai-chi e a confeccionar gastronomia chinesa que jamais encontrará num restaurante. Uma verdadeira... Portapara a China.

Fonte: Jornal de Leiria

1923 Viagem à Leiria moderna

A cidade de Leiria vai ligar a máquina do tempo nos dias 28 e 29 de maio e recuar até 1923 numa viagem à Leiria Moderna, uma recriação histórica desenhada a partir do olhar de quatro “modernistas” leirienses.

São nossos anfitriões nesta viagem, que irá percorrer o centro histórico da cidade de Leiria, do Largo do Papa Paulo VI ao Jardim Luís de Camões, passando pela Fonte Luminosa/Rua Francelino Pimentel, Mercado de Sant’Ana, Praça Rodrigues Lobo e Largo 5 de Outubro de 1910, Narciso Costa, Lino António, António Varela e Luís Fernandes, quatro homens das artes com espírito cosmopolita que coabitaram numa Leiria profundamente rural.

Narciso Costa, o mestre, era cinzelador e muito bom desenhador, influenciado pelas vivências do seu tempo de estudante na Suíça e das temporadas passadas em Paris.

Lino António, pintor, haveria de fazer a vida a pintar, num percurso muito produtivo, de que se destacam os painéis da Assembleia da República e inúmeros quadros espalhados pelas câmaras municipais.

António Varela, um jovem que haveria de ser arquitecto, foi um dos impulsionadores iniciais da "escola do Porto".

Fecha o quarteto Luís Fernandes, escultor, autor de obras muito valorizadas à época, de que são exemplo os monumentos da Grande Guerra.

A ligação destes quatro personagens principais da recriação histórica está “documentada” num quadro chamado "Nós", do espólio do Museu de Leiria, datado de 1923, pintado por Lino António, que retrata os quatro "modernistas" ligados a Leiria que de forma diversa fizeram o seu percurso ao longo do século XX.

Dão vida a esta recriação histórica, uma iniciativa da Câmara Municipal de Leiria, Associação de Folclore da Região de Leiria – Alta Estremadura - e da União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, 19 ranchos do concelho, cinco grupos de teatro, duas escolas de dança, e uma orquestra de jazz, numa programação que conta ainda com a participação de animais amestrados, e uma exposição de veículos de época.

A iniciativa, que vai na sua terceira edição, divide-se em dois núcleos centrais, o primeiro (mais diurno) à entrada da Praça Rodrigues Lobo, com um atelier onde vão estar representações do trabalho dos quatro artistas e pintores a pintar, e o segundo no Mercado de Sant’Ana (mais nocturno), onde funcionará uma espécie de cabaré animado por um grupo de teatro local, espaço onde se abrigam as danças, uma tasca, música, e um filme da época.

No menu deste evento, que decorre dia 28 entre as 14:00 e as 24:00 e 29 entre as 13:00 e as 20:00, há ainda gastronomia (uma casa de pasto, um bar, três fornos para pão com chouriço, sete tabernas), artesanato, mercados hortícolas, atelier “Nós Modernistas”, cabaret, exposição de veículos de época, uma quinta com plantas e animais, animação permanente (teatro e dança) e projecção de filme de época.

Leiria moderna 1 675 2500

 

Fonte: Município de Leiria

Boas Descobertas!!!

Benfica é Tricampeão!!!

Ontem o Benfica sagrou-se Tricampeão, ao conquistar o 35º Título, no Campeonato de futebol português, foi uma época muito difícil, desgastante, mas o que interessa é que chegou ao fim em primeiro lugar. Em Leiria comemorou-se esta conquista com muita festa e alegria.

Parabéns ao Benfica e a todos os adeptos!!

 

 

 

Fotos: Região de Leiria

Boas Descobertas Benfiquistas!!!

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D